pt
Books
Marcos Avelino Martins

O Luar Que Em Teus Olhos Habita

39º livro do autor de: 1. OS OCEANOS ENTRE NÓS 2. PÁSSARO APEDREJADO 3. CABRÁLIA 4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI 5. SOB O OLHAR DE NETUNO 6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE 7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO 8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE 9. EROTIQUE 10. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ 11. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE 12. EROTIQUE 2 13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU 14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA 15. SIMÉTRICAS — 200 SONETOS (OU COISA PARECIDA) DE AMOR (OU COISA PARECIDA”) 16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU 17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE 18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ? 19. OS TRAÇOS DE VOCÊ 20. STRADIVARIUS 21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR 22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS 23. EROTIQUE 3 24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI 25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO 26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM 27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA 28. EROTIQUE 4 29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU 30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER 31. OLYMPUS: LIVRO 1 — EROS (1ª PARTE) 32. OLYMPUS: LIVRO 1 — EROS (2ª PARTE) 33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS 34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI 35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU 36. OS VÉUS DA NOITE 37. OLYMPUS: LIVRO II — ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES, MORPHEUS E POSEIDON 38. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO Alguns trechos: “Minha vida é um livro aberto, / Mas cheio de páginas coladas, / Onde há tempestades no deserto, / E silêncios nas madrugadas.” “Ainda que nem considere / Deixar-me invadir suas noites, / Desenterrar chibatas e açoites, / E submetê-la à dor que não fere.” “Que importa se seu coração sangra, / Se sua vida foi levada pelas águas? / O mar guarda sempre uma angra / Pronta para abrigar barcos e mágoas.” “Eu me descobri poeta, / Mas poeta eu nunca fui, / Mas tu, és a própria Poesia!” “Quando nos desvencilhamos, por fim, / Ela me disse que há muito tempo me amava, / E eu, cego, nem sequer reparei / Quando mordia os lábios ao passar por mim / E nas flechas que seu olhar me atirava, / Querendo ser a rainha onde eu era o rei!” “De onde saiu esse verso atrevido / Que veio incomodar o meu sono? / Por que veio me perguntar o sentido / De tantas folhas mortas no outono?“ “Nosso amor era tão jovem, / Mas morreu, e agora é findo, / Por que todos não se comovem / Com o fim de um amor tão lindo?” “Traço com a mão imaginários / Círculos ao redor da Lua, / Em movimentos extraordinários, / Sonhando com tua imagem toda nua!” “Nunca antes dei um beijo assim, / Com uma temperatura tão elevada, / Quase tiraste faísca de mim / Com essa boca de lava encharcada!“ “E então essa lua crescente / Que em teu olhar faminto vejo / Faz explodir o desejo / E crescer um amor quase infinito / Pois é sob esse teu luar bendito / Onde mora um vulcão (n)ativo / Que eu realmente vivo” “Mas o tempo passou, inclemente, / E ninguém mais se importava com ela, / De tanta paixão, tornou-se demente, / E morreu de amor, junto à sua janela…” “Foi quando eu afinal desisti de você, / E, pela primeira e única vez, / O amor se calou, e eu lhe disse adeus…” “Desisto de tentar sepultar esse sentimento / Que não morre, como se fosse um amor vampiro, / E fica por aí me adejando, como um eterno tormento, / Gritando teu nome, a cada vez que respiro!” “Reagi de modo terrível, / Escrevendo então o último capítulo, / Daquele amor, encerrado com uma lástima, / E que sucumbiu, desse modo esdrúxulo, / Enterrado numa última lágrima…”
39 printed pages
Original publication
2019

Impressions

    👍
    👎
    💧
    🐼
    💤
    💩
    💀
    🙈
    🔮
    💡
    🎯
    💞
    🌴
    🚀
    😄

    How did you like the book?

    Sign in or Register
fb2epub
Drag & drop your files (not more than 5 at once)